Pular para o conteúdo principal

Violeira Rose Abrão está com inscrições abertas

Violeira Rose Abrão está com inscrições abertas

A dupla de Buritama (SP), João Viola e Juliano conquistou o título do festival Violeira Rose Abrão de 2016 (foto: Leandro Joaquim)


Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, Fusão Cultural, Os Independentes e Açúcar Caravelas apresentam a 34ª edição da Violeira “Rose Abrão”, um dos principais festivais de música raiz que busca resgatar a essência da cultura caipira. Inscrições terminam no dia 17 de julho
Um dos mais antigos e importantes festivais de música raiz do país, a Violeira Rose Abrão está com suas inscrições abertas até o dia 17 de julho. Podem participar do evento compositores amadores e profissionais, com músicas com letra e melodia inéditas no estilo raiz. Em sua 34ª edição, o festival integra a programação da Festa do Peão de Barretos. A soma geral dos prêmios de participação e dos finalistas ultrapassa o valor de R$ 65 mil.
Para participar do concurso, os interessados deverão enviar CD ou Pen Drive com a música gravada e uma cópia da letra no mesmo CD ou Pen Drive, com nome e endereço dos intérpretes e compositores. Cada compositor poderá inscrever, no máximo, uma música inédita, que deverá ser apresentada acompanhada de um documento do compositor autorizando os intérpretes a participarem da Violeira Rose Abrão. As letras enviadas por email deverão ser encaminhadas para fusao@fusaoconsultoria.com.br ou contato@agcip.org.br, contendo todos os dados.
A eliminatória do festival acontecerá no dia 30 de julho, em Monte Alto/SP. A final do concurso será realizada no dia 23 de agosto, dentro da programação da Festa do Peão de Barretos, no Palco Culturando da AGCIP. O regulamento completo e ficha de inscrição do festival estão disponíveis nos sites www.independentes.com.br e www.agcip.org.br.
Grandes nomes
A Violeira Rose Abrão completa neste ano, 34 anos de edição. Responsável por manter a essência e tradição da cultura sertaneja, além de revelar novos talentos da música raiz.
Nomes importantes da música brasileira passaram pelo festival, como Rionegro & Solimões, Zé Henrique & Gabriel, Durval & Davi, Zé do Cedro & João do Pinho, Gedeão da Viola, Itamaracá, entre outros.
As músicas retratam o estilo de vida e costumes dos peões estradeiros, além das festas da cultura sertaneja e paisagem interiorana.
Patrono
Realizada inicialmente nos bairros de Barretos, a “Violeira” reunia violeiros de todos os cantos. Em 1993, a “Violeira” passou a levar o nome de “Rose Abrão”, em homenagem ao comerciante Gaze Abrão, proprietário do Sobrado da Alegria – local onde reunia diversos violeiros e grandes nomes da música caipira -, e palco do festival caipira por alguns anos.
O músico e violeiro, Tião Carreiro foi quem apelidou o amigo Gaze Abrão, de “Tio Rose”. Aos 57 anos, o comerciante morreu em Barretos. Para homenagear a história de ‘Tio Rose’ com a música e tradição caipira, o festival carrega seu nome.

Fonte:  Phábrica de Ideias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zé Vaqueiro comemora sucesso artístico e na vida pessoal

  Zé Vaqueiro comemora sucesso artístico e na vida pessoal Um dos principais nomes da nova geração da música, o cantor Zé Vaqueiro comemora sucesso na carreira profissional e na vida pessoal. Dono de números expressivos nas plataformas digitais, o cantor já curte a nova fase da vida pessoal com o nascimento do seu primeiro filho Daniel, fruto do relacionamento com Ingra Soares. Através das redes sociais, o forrozeiro constantemente tem compartilhado alguns momentos com o filho. “Você veio na melhor hora e me trouxe as melhores sensações. Te Amo meu Filho”, ressalta o cantor em seus posts através das redes sociais. Com os recentes lançamentos, Zé Vaqueiro já soma mais de três milhões de reproduções na plataforma do Sua Música, com o CD “O Original”, além do clipe da música “Letícia”, gravado em Fortaleza, que possui mais de 4 milhões de visualizações no canal oficial, além de mais de 121 milhões de reproduções em todas as plataformas digitais. O clipe pode ser conferido através do canal

CHURRASCO, CERVEJA E VIOLA

A maior estrutura móvel de churrasco do Brasil chega em sua cidade/ FOTO: Churrasco, Cerveja e Viola em Ubá/MG Criada no final do ano passado a turnê “Churrasco, Cerveja e Viola”, reúne em apenas um evento as grandes paixões do brasileiro: música sertaneja, cerveja gelada e churrasco à vontade. São mais de 6 horas de evento, várias atrações musicais e churrasco LIBERADO. Venha desfrutar da maior estrutura móvel de churrasco do Brasil ao lado da sua família e dos amigos. Para aqueles que são amantes do sertanejo, e gostam de uma boa experiência gastronômica, não pode deixar de conhecer a nossa fazendinha, o defumador, bar da Cachaça Cabaré, Molhos Soeto, Itaipava gelada e a maior roda gigante de churrasco do Brasil. Imagina curtir vários shows nacionais, beber uma cerveja gelada e ter churrasco liberado durante todo o evento? Isto é Churrasco, Cerveja e Viola. A turnê 2020 será lançada em Abril deste ano. Fiquem ligado em nossa agenda. Na cultura do churrasco: a c

Léo Magalhães – Mais Pro bar Do Que Pra Casa

Cantor lança seu 6 o . DVD gravado em SP   O verdadeiro “boa praça”, assim Léo Magalhães é definido por seu público e amigos. Com 16 anos de carreira eu o mesmo número de CD’s,. Agora, o cantor lança seu  6 o . DVD  – “Mais Pro Bar Do Que Pra Casa ”, gravado em janeiro deste ano em um dos mais bonitos cenários de São Paulo – Terraço Itália-. As 19 faixas deste trabalho esta  disponível em todas as plataformas digitais no próximo dia 22 de fevereiro.      Carisma e talento sempre caminharam juntos com Léo Magalhães, amante da musica sertaneja conseguiu imprimir  identidade própria em suas interpretações. Talvez seja este o segmento mais concorrido do mercado fonográfico, mas o cantor tem seu próprio diferencial e isso, o faz único.      O romantismo é o ponto forte de Léo Magalhães que além de cantor é um excelente comunicador, sabe como poucos traduzir a linguagem popular, o exemplo deste identidade é seu público fiel de norte a sul do pais.      Com o dom de se reinventar