Pular para o conteúdo principal

Felipe Araújo fala de comparações com irmão Cristiano: 'Nunca gostei de me aproveitar da história'

 O sertanejo Felipe Araújo (Foto: Jhonnathas Franco/Divulgação)

Foi ainda no luto da perda do irmão, Cristiano Araújo, morto em 2015, que Felipe Araújo iniciou sua carreira. “Muitas pessoas que tinham muito carinho por ele, direto chegam nos meus shows e falam que passaram a acompanhar minha carreira. Algumas relacionaram uma coisa com a outra. Mas eu, Felipe, tento desvincular o máximo possível”, conta ao G1 o sertanejo.

Felipe está com um ano e meio de estrada, dois EPs lançados (“Com Você”, em 2015, e “Chave Cópia”, em 2017) e um DVD (“1 dois 3 – Ao Vivo em Goiânia”) gravado com diversas participações especiais. “É quase um Show da Virada”, brinca ele. No palco, Felipe contou com Zezé Di Camargo e Luciano, Leonardo, Henrique e Juliano, Jorge e Mateus, Simone e Simaria, além do pai, João Reis. “Cada um que está ali é por um motivo especial, que é a amizade”, explica.

Músicas de trabalho:
Felipe Araújo - Chave Cópia part. Jorge e Mateus | DVD 1dois3



O DVD tem músicas como “Chave cópia”, com Jorge e Mateus, e “A Mala é Falsa”, em parceria com Henrique e Juliano. “Gostei dessa desde a primeira vez que ouvi. Sempre achei que fosse a que fosse fazer mais barulho", entrega.

Nenhuma das duas é composição própria, mas Felipe tem dezenas de músicas em seu nome. Algumas delas, pensadas para entregar para outros artistas. “Antigamente, compunha pensando em mandar para os outros. Hoje, estou pensando mais em mim. Porque carreira é complicado. A gente perde um pouquinho do 'time' e o compositor vai e passa para outro artista e a música vai lá e estoura. Então a gente tem que trabalhar muito focado na gente.”

Parceiro nas composições

Felipe tem parceria constante com o compositor Celi Junior. “Temos as mesmas ideias. Acredito muito nas loucuras dele, ele nas minhas. Graças a Deus, saiu muita moda boa.” Entre elas está “Perdeu o Cara Errado”, que Cristiano gravou em seu último DVD e que Felipe regravou. A música é baseada em uma história vivida pelo cantor aos 18 anos.

Comparações

Felipe conta que, desde o início, sabia que as comparações com o irmão iriam acontecer. E faz um balanço de cada uma que recebeu. “As positivas, eu adquiri para mim, mesmo que fossem críticas. Pegava tudo. As negativas, de gente que só quer falar maldade mesmo, eu nunca me preocupei. Nunca me afetou”, explica o sertanejo.

Ele conta que tem uma lista de internautas bloqueados em seu Instagram. Ele prefere isso a bater boca na rede social. “Acho feio demais. Tem grandes artistas que estão aí, que não precisam provar nada para ninguém, e qualquer coisinha que botam lá eles batem boca. Parece que esquecem tudo o que já fizeram pela música e se rebaixam para conversar com esse tipo de gente”, analisa.

Assim que iniciou os planos de carreira solo, Felipe começou um projeto de preparação, não apenas musical, mas também física. Na época, chegou a perder 12 quilos com dieta e exercícios. Hoje, o cantor abandonou a rotina regrada. “Nos shows, saio pingando de suor”, conta. Questionado se no sertanejo existem casos em que os cuidados com o físico superam qualidades artísticas, responde com cautela: “Ah... não gosto muito de falar sobre isso, mas com certeza tem.”


fonte: G1


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PADRE EZEQUIEL LANÇA NOVO LIVRO NA BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO

PADRE EZEQUIEL LANÇA NOVO LIVRO NA BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULOEU MAIS FELIZ - Reflexões para o Despertar de uma Vida Melhor (Paulinas) – é o segundo livro lançado pelo Padre Ezequiel Dal Pozzo. A obra aborda temas da vida cotidiana que ajudam as pessoas a refletirem e, consequentemente, viverem melhor. O ser humano é uma tarefa inacabada e suas ações anseiam sempre pela felicidade. O jeito como encaramos a vida e enfrentamos aquilo que nos acontece é que nos conduz a vivermos uma vida melhor. Esse livro ajuda a compreender de forma simples vários temas que propõem reflexão sobre a vida em vários aspectos, em nosso tempo. Diferente de outras obras, esta quer trazer a você textos curtos com temas diversos, que não exigem seguir uma sequência de leitura, onde cada leitor pode desfrutar de pequenos intervalos de tempo ou não, para se abastecer deste conteúdo e receber um impulso maior no encontro com a felicidade. A intenção é que a leitura proporcione questionar-se diant…

Fred e Gustavo e Luan Santana juntos

Fred e Gustavo lançou na ultima sexta (31) ,clipe da música “Velocidade do esquecimento”, com participação especial de Luan Santana. Além de disponibilizar o vídeo no youtube, este também será o novo trabalho nas rádios do Brasil e em todas as plataformas digitais de download.
Os artistas decidiram gravar o clipe em São Paulo e convidar Luan para participar, além de serem amigos, consideram que o ele é um dos nomes mais importantes da música na atualidade, além de humilde, tem tudo a ver com a canção. “Esse é um projeto objetivo, despojado e tem uma pegada pop, que, com certeza, vai conquistar o público.”, diz Luan Santana.
“Logo que ouvimos a música pensamos: ‘Isto ficou a cara do Luan!’ E quando fizemos o convite, ele topou na hora, com muito entusiasmo”, conta Fred. “Velocidade do esquecimento” é composição do Douglas Cezar e a faixa foi produzida por Felipe Arná, já o clipe teve direção de vídeo da A21 Films e direção geral da ArtinVox.
"O projeto é diferente de tudo que já …

Edu Strada, dono do hit "Perfume de Mulher", é a nova aposta do sertanejo

Música já alcançou organicamente 320 mil views no Youtube e está disponível em todas as plataformas digitais Edu Strada é a nova aposta do sertanejo. O cantor segue influência de grandes medalhões do gênero, como Leonardo, Eduardo Costa e Zezé di Camargo, mas tem características únicas que o iluminam e o posicionam como uma grande novidade no mercado. Diferentemente dos atuais nomes do mercado, Edu segue uma linha mais tradicionais, com letras românticas falando sobre relacionamentos e baladas. Lançado no início deste ano, "Perfume de Mulher" é o primeiro CD profissional de Edu Strada. Composto por 13 músicas inéditas. A faixa título foi a que mais caiu no gosto do público e já alcançou organicamente 320 mil views no canal oficial do cantor no YouTube. A música saiu como um tiro. "Os amigos Everton Matos, Diego Ferrari, Paulo Pires, Ray Antônio, Guilherme Ferraz, Sandro Neto compuseram a música, me mostraram e em pouco tempo ela já estava gravada. Foi coisa divina mesmo”…