Pular para o conteúdo principal

Léo Pinheiro lança ‘Tem Alguém Aí’ nas plataformas digitais


A canção faz parte do novo projeto ‘Jeca tatu tocando blues’ que será lançado no próximo dia 26 com show no MIS em São Paulo

O cantor tocantinense Léo Pinheiro, reconhecido por trabalhos com o intérprete Oswaldo Montenegro, lança hoje (18) o single ‘Tem Alguém Aí’ em todas as plataformas digitais. 

Misturando toda a brasilidade presente no campo e na cidade, a canção também composta pelo artista faz parte do novo projeto ‘Jeca tatu tocando blues’, álbum que será lançado com um show super especial e intimista na próxima sexta-feira, dia 26, no MIS - Museu da Imagem e do Som, espaço artístico conceituado da capital paulista. 

“‘Jeca tatu tocado blues’ é um projeto que me dediquei muito pra fazer, desde as composições, que são em sua maioria minhas, até os arranjos e finalização do álbum. Estou lançando ‘Tem Alguém Aí’ uma semana antes do disco completo pra vocês sentirem o gosto do que vem por aí. É uma mistura da minha cultura nortista com elementos que fazem parte do meu gosto pessoal, modernidades, etc. Claro, sem deixar de lado minha personalidade e mensagem que quero passar. Espero que gostem!”, comenta Léo Pinheiro, que colocou na letra todo o romantismo presente em seu som desde o início da carreira.

Ouça ‘Tem Alguém Aí’ no Spotify:

Saiba mais: 
Multifacetado, o artista Léo Pinheiro é um misto de emoção urbana com o bucolismo campesino. Nascido em Mara Rosa, interior de Goiás, se mudou para o Tocantins ainda pequeno, onde iniciou sua carreira aos 10 anos, quando gravou seu primeiro CD profissional, produzido por Moacyr Franco, com arranjos de Luis Antônio Karan e participação de Oswaldinho do Acordeon.

Gravou mais dois discos antes de embarcar para o Rio de Janeiro, onde foi selecionado para a Cia Mulungo com direção de Oswaldo Montenegro. Desde então, não parou mais. Participou do filme Léo e Bia, da peça Filhos do Brasil que desemboca no CD homônimo, DVD Na trilha de Macunaíma (baseado na obra de Jorge Mautner), CD Sol da madrugada e o solo de comédia musical Claudinei Soares na comédia das Maravilhas, com Oswaldo Montenegro e a Cia Mulungo.

Em 2011, desembarca em São Paulo e lança o CD Léo Pinheiro canta Arnaud Rodrigues gravado e produzido em parceria com Márcio Guimarães. De volta ao Rio, é contemplado pelo Edital PromiC do Tocantins, e realiza em parceria com o Canal Brasil, o projeto DVD/CD Léo Pinheiro ao vivo em casa com direção de Paulo Henrique Fontinelli e arranjos de Sérgio Chiavazzoli.

Como ator, participou da serie Insônia também no Canal Brasil, produzida pela B2 filmes e dirigida por Darcy Burguer e Hudson Vianna. Em seguida produziu o EP Desliga o telefone e vem falar comigo com arranjos de Willian Santos e Jeff Pinas. Atualmente viaja com o show Baile do Léo, onde faz uma verdadeira mistura de ritmos em duas horas de show. Em 2019, lança o seu novo álbum com 10 canções inéditas Jeca tatu tocando blues.


Fonte: Agatha Barbosa dos Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PADRE EZEQUIEL LANÇA NOVO LIVRO NA BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO

PADRE EZEQUIEL LANÇA NOVO LIVRO NA BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULOEU MAIS FELIZ - Reflexões para o Despertar de uma Vida Melhor (Paulinas) – é o segundo livro lançado pelo Padre Ezequiel Dal Pozzo. A obra aborda temas da vida cotidiana que ajudam as pessoas a refletirem e, consequentemente, viverem melhor. O ser humano é uma tarefa inacabada e suas ações anseiam sempre pela felicidade. O jeito como encaramos a vida e enfrentamos aquilo que nos acontece é que nos conduz a vivermos uma vida melhor. Esse livro ajuda a compreender de forma simples vários temas que propõem reflexão sobre a vida em vários aspectos, em nosso tempo. Diferente de outras obras, esta quer trazer a você textos curtos com temas diversos, que não exigem seguir uma sequência de leitura, onde cada leitor pode desfrutar de pequenos intervalos de tempo ou não, para se abastecer deste conteúdo e receber um impulso maior no encontro com a felicidade. A intenção é que a leitura proporcione questionar-se diant…

Fred e Gustavo e Luan Santana juntos

Fred e Gustavo lançou na ultima sexta (31) ,clipe da música “Velocidade do esquecimento”, com participação especial de Luan Santana. Além de disponibilizar o vídeo no youtube, este também será o novo trabalho nas rádios do Brasil e em todas as plataformas digitais de download.
Os artistas decidiram gravar o clipe em São Paulo e convidar Luan para participar, além de serem amigos, consideram que o ele é um dos nomes mais importantes da música na atualidade, além de humilde, tem tudo a ver com a canção. “Esse é um projeto objetivo, despojado e tem uma pegada pop, que, com certeza, vai conquistar o público.”, diz Luan Santana.
“Logo que ouvimos a música pensamos: ‘Isto ficou a cara do Luan!’ E quando fizemos o convite, ele topou na hora, com muito entusiasmo”, conta Fred. “Velocidade do esquecimento” é composição do Douglas Cezar e a faixa foi produzida por Felipe Arná, já o clipe teve direção de vídeo da A21 Films e direção geral da ArtinVox.
"O projeto é diferente de tudo que já …

Edu Strada, dono do hit "Perfume de Mulher", é a nova aposta do sertanejo

Música já alcançou organicamente 320 mil views no Youtube e está disponível em todas as plataformas digitais Edu Strada é a nova aposta do sertanejo. O cantor segue influência de grandes medalhões do gênero, como Leonardo, Eduardo Costa e Zezé di Camargo, mas tem características únicas que o iluminam e o posicionam como uma grande novidade no mercado. Diferentemente dos atuais nomes do mercado, Edu segue uma linha mais tradicionais, com letras românticas falando sobre relacionamentos e baladas. Lançado no início deste ano, "Perfume de Mulher" é o primeiro CD profissional de Edu Strada. Composto por 13 músicas inéditas. A faixa título foi a que mais caiu no gosto do público e já alcançou organicamente 320 mil views no canal oficial do cantor no YouTube. A música saiu como um tiro. "Os amigos Everton Matos, Diego Ferrari, Paulo Pires, Ray Antônio, Guilherme Ferraz, Sandro Neto compuseram a música, me mostraram e em pouco tempo ela já estava gravada. Foi coisa divina mesmo”…